para quem só lida com palavras líquidas

para Mariana Botelho


de você
que só lida
com poesia
sempre espero
o inevitável:


que se derramem
suas palavras
e molhem meus olhos
e salguem meus lábios






* Publicado no Balaio Porreta 1986 nº 2459

6 comentários:

Cosmunicando disse...

Nana é isso, e nos afoga... e ainda queremos morrer uma e outra vez.
E você é uma lupa: revela o sutil, o detalhe.
Que duas amigas porretas =)
Amo vocês!

Mariana disse...

lindonas!!!! amo vcs duas tb.

Pav, adorei!!

Moacy Cirne disse...

Não vou dizer que amo as três porque posso ser mal interpretado... mas que estou amando a poesia de vocês, ah, isso é verdade. E que "palavras líquidas"!

menta disse...

as tuas são enchentes,
me encharco e adoro.

Fabio Rocha disse...

Nossa, linda essa... Tenho que passar mais tempo surfando poeticamente, sabe? :)

BAR DO BARDO disse...

seu astral é permeado por água e sal... ah, é! vc é do rio...

Postar um comentário