recíproca


de repente assustam-me
os teus destroços abandonados
à superfície dos meus olhos
rasos de água


4 comentários:

Mirze Albuquerque disse...

Que lindo, Adriana!

Ando sem tempo para poesia. Mas tendo e lendo a sua, fico feliz.

Beijos!

Mirze

Adrianna Coelho disse...


Mirze, suas palavras são puro carinho.

obrigada! :)

beijos

Elza Fraga disse...

Belo, Adriana, seu poema.
Que a poesia lhe acompanhe por todo o sempre.
Tenha um bom Natal, cheio de paz, muita luz e sucesso.
E que venha logo o novo ano, que esse foi forte demais pro meu gosto, rs.
Feliz 2014, feliz anos vindouros...
Bitokitas e meu afeto.

Aroeira disse...

nossa!... cadê o livro?

Postar um comentário