no campo mimado de um poeta elétrico



CAMPOS MIMADOS


poemas fora de
ardem
para Adrianna Coelho



* * *

pela tua poesia andei
agora pise com cuidado:
plantei para ti
campos
mimados.

* * *

o sol alpino
na cabeça
o frio nada valha.

* * *

nenhum verso
seguro.


solto:


palavras




explodem no ar!


* * *

o sol
laço
quando
sou só


luço.


* * *

quero terminar essa poesia tonta
mas dizer não é tão ruim
que quando me dou conta
estou perto do sim.

* * *

amor

o gavião cai
por águia
abaixo.




carito



27 comentários:

Lou disse...

Um belo poema-homenagem-espetáculo! :) Você merece, Dri!

Um carinhoso abraço,
Lou

Moacy Cirne disse...

adriannacarito
caritoadrianna

poesiaemaispoesia
osdois::puramagia

beijos&
abraços

Mirse disse...

Que lindo poema!

Você merece, Adriana!

Beijos

Mirse

Marcelo Novaes disse...

o gavião cai
por águia
abaixo.



Isso é mais do que trocadilho.
:)


Beijos, Dri.


Abraços, Carito.






Marcelo.

Ígor Andrade disse...

Bonito!
Você merece!

Maria Clara Pimenta disse...

Belíssimo poema, você merece recebê-lo.

Um abraço, bela poetisa!

Maria Clara.

Mme. S. disse...

Que legal! adrianna e carito juntos! adorei!

Georgio Rios disse...

poesia incisiva e explosiva.Uma bela e forte composição.Um abraço e estou por aqui.Beijão.

Natália Nunes disse...

gostei demais dos trocadilhos, dos jogos de sons, de palavras! muito bom :)


beijo!

J.F. de Souza disse...

Excelente, excelente!

(Preciso ler mais do tal Carito...)

Saudade de passar por aqui, moça. =)

=*

Adriana disse...

tinha visto lá no blog do Carito...adorei a poesia dele... e essa sua homenagem...mar-ervilha!rs

VANYA disse...

A cada palavra uma sensação diferente, mas todas deliciosas de sentir.
Sdds de vc menina.
Adoro vc
Bjimm

nina rizzi disse...

muito bom! :)

Mulher na Janela disse...

nossa Adrianna... ADOREI!

queria entrar nesse jogo... queria ter feito todos esses versos... muito bons mesmo!

um beijo aos dois.

poetrilhas disse...

homenagem e tempo
pouco se faz com a primeira
enquanto se desperdiça o segundo

carito e adriana
na menage

Bruna Mitrano disse...

Belíssimo diálogo com teu poema.

Sabrina disse...

mto bom, trocadilo ao contrário como dizia Estamira, no filme..rs

amor

o gavião cai
por águia abaixo

!!!!!!!

Rafael disse...

Muito legal!
To te adicionando aqui...
Bjs

Miguel Barroso disse...

Boa homenagem.

betina moraes disse...

adriana,

estou com saudades (reais e virtais) de você!

aqui no blog, tudo movimentado de forma que tomou outra ordem. ficou bonito...

estou providenciando o telefone virtual... em breve!


um beijo, poeta!

Compulsão Diária disse...

Num passo que mal pisa - é tanto o cuidado - o sol largado sobre a poesia dela que de tão fértil assegura a rota, tira a tontura e traz o poeta pra perto, colado ao sim.

Muito obrigada por me incluir entre os convidados, Adriannna. Muito honrada!

Abraço

Carito, parabéns pelo texto, pelo passo, corajoso.

Adrian Dorado disse...

EXCELENTE TOCAYA EXCELENTE

BAR DO BARDO disse...

interessante o diálogo

Leandro Jardim disse...

interessantes jogos de palavras :)

paco rakonti disse...

Gosto dessa palavra lâmina que esgrima no poema e no sentido, seja no corte ou no ato! Sou seu leitor contumaz - contumaz te leio, mais gosto! Bjs!
Ricardo Paes

betina moraes disse...

obrigada!

tonhOliveira disse...

Adriana!

A dor
ei!
o que vi?
porra...
qui legal!

G
nial!

Há braços?
Apertei!

Postar um comentário